Sociologia da Família

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Dentro do campo extremamente amplo das ciências sociais, encontramos na Sociologia aquela que busca compreender diversos aspectos da vida humana em sociedade. Dentro dessa busca, que sempre sepauta em métodos de rigor científico, os sociólogos tem encontrado ao longo do tempo diferentes objetos de observação que constituem em diversas unidades de análise.

A partir do conhecimento de que a Sociologia preocupa-se em pensar as relações humanas em sociedade, temos a possibilidade de perceber que esta sociedade encontrasse dividida em diferentes grupos, segmentos ambientes diferentes que acabam por organizar diferentes tipos de relação e comportamento.

Portanto, uma importante preocupação da Sociologia é a compreensão da particularidade de cada um desses ambientes coletivos em que a sociedade encontra-se organizada. Grupos ideológicos, ambiente de trabalho, recreação, relações de poder, e etc são exemplos desses diferentes âmbitos da vida social a serem analisados por essa ciência. Entretanto existe um ambiente em que o sujeito encontra-se inserido desde o momento do nascimento: a família.

Via de regra, a família é o primeiro ambiente de socialização do sujeito individual, e por diversos fatores este torna-se um grupo social distinto dos demais. Assim, o ramo da sociologia que propõe uma investigação cientifica e sistematização dos conhecimentos da relações sociais intrafamiliares acabou por ser denominado como Sociologia da Família.

A família enquanto grupo de convivência comumente modifica-se em diversos aspectos ao longo do tempo. Igualmente, seu papel na vida de cada um de seus integrantes se modifica conforme seu desenvolvimento físico, psicológico e intelectual. Dessa forma a Sociologia da família encontra um amplo campo para suas observações e estudos, uma vez que depara-se com tantas variáveis.

Variáveis também são os tipos de relações que possivelmente envolvem uma família. Além do estudo dessa instituição enquanto um grupo mais amplo, a Sociologia da Família ocupa-se ainda mais particularmente desses diferentes laços quepossibilitam a constituição do grupo familiar.

Assim, figuram nessa campo de estuda também reflexões acerca das modificações das estruturas familiares ao longo dos séculos, o casamento a durabilidade dessas relações, a procriação, as relações de amor, as relações entre gerações, as atribuições de cada individuo dentro desse grupo e mesmo as relações de gênero que se estabelecem no interior de uma família independentemente da relação de parentesco existente entre homens e mulheres.

A Sociologia da Família ocupa-se também de estudos voltados para aquilo que hoje conhecemos como infância, o que nem sempre foi uma categoria existente entre os estudiosos. Isso significa pensar também as responsabilidades dos progenitores e as atribuições de direitos e deveres a esses menores, que hoje já são regulamentados legalmente, reconhecendo-se assim um amparo institucionalizado a esses indivíduos.

curso de sociologia

Sociologicamente os estudos em torno da família vem sendo realizados  através de diferentes observações que partem das mais diversas abordagens, sendo que estas acabam por refletir o compromisso ideológico dos pesquisadores. A saber, algumas das principais linhas de interpretação para esses estudos de Sociologia da Família são a abordageminstitucional, a estrutural-funcionalista, a marxista e a interacionista.
familiaA abordagem institucionala considera uma das bases para toda a sociedade observando assim sua influencia frente a outras instituições sociais, políticas, educativas e etc. Indo de encontro com essa perspectiva temos a abordagem estrutural-funcionalista que defende que não devemos encarar o ambiente familiar como uma micro sociedade, uma vez que podemos identifica-la mais como um subsistema com organizações específicas  onde cada indivíduo desempenha um papel também específico. Por outro lado, a abordagem marxista defende que a família surge enquanto um produto do processo históricocorrespondentes a um sistema de solidariedade e de divisão social do trabalho. Por fim, a abordagem interacionista tem uma percepção da vida família em um nível micro sociológico valorizando as complexas relações existentes nesse grupo que acaba por envolver todos os seus elementos, além de compreender essas relações como fatores preponderantes dos comportamentos humanos nos círculos sociais além-família.

curso online de sociologia

Temos em Emile Durkheim, grande nome das ciências sociais, importantes ponderações a serem incorporadas nos estudos da Sociologia da Família especialmente por podermos encontrar neste teórico válidas reflexões metodológicas para estudos nessa área além é claro de suas análises e opiniões já sistematizadas acerca de questões extremamente válidas para esta áreas, bem como as disfunções do divórcioe o divórcio por mútuo acordo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Você gostou deste artigo?
Receba as novidades mais quentes sobre Sociologia em seu email! É GRATUITO.

Sobre Sociologia

Guilherme Scottá trabalha junto com a socióloga Léa Mougeolle para trazer os melhores textos relacionados à Sociologia para você!