Raymond Boudon e a sociologia do ator racional

Tempo de leitura: 2 minutos

Hoje vamos falar sobre Raymond Boudon e a sociologia do ator racional.

  1. Quem é Raymond Boudon?

Raymond Boudon é um sociólogo francês, nasceu em 1934 e faleceu em 2013. Esse sociólogo é da mesma época que Pierre Bourdieu. Na França, ele tem muito sucesso. Desde o primeiro ano de sociologia na universidade os professores falam sobre ele. É um incontornável. Porém, acabei de ver que nem tem uma página sobre ele na Wikipédia em português. Acho importante falar um pouco sobre ele porque ele leva conceitos interessantes.

raymond-boudon

Esse sociólogo e também filosofo já escreveu vários livros, tais como A desigualdade das chances (1973), Efeitos perversos e ordem social (1977) e Ensaio sobre a teoria geral da racionalidade (2007).

  1. Quais são os conceitos importantes desse sociólogo?

O primeiro conceito importante é sobre o individualismo metodológico. Segundo ele, um fenômeno social é o resultado de várias logicas individuais dos atores. Um fenômeno social é o produto de ações, crenças e comportamentos individuais. Então, são as ações dos indivíduos que permitem os fenômenos sociais, e não o contrário. Para falar de uma outra maneira, é o indivíduo que faz a sociedade.

Porém, Raymond Boudon explica que podem existir “efeitos perversos”, ou seja, fenômenos não desejados. Por exemplo, uma familia prefere viajar sexta feira porque sabe que sábado, vai ter muito trânsito. Ela vai sair um dia antes (ação) para não se deparar engarrafamentos (fenômeno social). O problema que pode acontecer é, se várias famílias agem da mesma maneira, aí, vai ter o que eles não queriam, engarrafamentos. Entendeu?

curso de sociologia

Então, os indivíduos decidem as ações deles, porém pode acontecer fenômenos não desejados que acontecem. Raymond Boudon chama isso “efeitos perversos”.

 

O segundo conceito importante desse sociólogo é sobre a racionalidade. Segundo ele, o indivíduo realiza uma ação em função de quatro princípios de racionalidade. Existe segundo ele, a racionalidade em finalidade (atuar para uma finalidade precisa com meios lógicos), em valor (dependendo de imperativos), afetiva (paixão) ou tradicional (atitude antiga).

Pode se perguntar, por que você está lendo esse artigo? Porque você quer melhorar na sociologia? Porque você gosta da sociologia?

Por que você estuda? Porque você quer ter um trabalho e salário bom? Porque você gosta das pessoas que estão na universidade?

Existem vários exemplos.

Ao final, segundo Raymond Boudon, o indivíduo atua dependendo de um tipo de racionalidade. Isso gera um fenômeno de agregação que gera um fenômeno macro social.

  1. Quem criticaria esse sociólogo?
curso online de sociologia

Emile Durkheim não concordaria com Raymond Boudon sobre a metodologia dele. Raymond Boudon defende o individualismo metodológico, ou seja, o contrário do holismo defendido por Emile Durkheim. Segundo Emile Durkheim, explicamos um fato social por um outro fato social. Segundo Raymond Boudon, é diferente. Na verdade, segundo ele, explicamos um fato social pelas ações dos indivíduos.

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Você gostou deste artigo?
Receba as novidades mais quentes sobre Sociologia em seu email! É GRATUITO.

Sobre Léa Mougeolle

Me chamo Léa Mougeolle e sou uma socióloga francesa que adora escrever e estudar sobre o Brasil. Me graduei na universidade de Bordeaux e finalizei meu mestrado em Paris, na universidade La Sorbonne Nouvelle. É um prazer poder compartilhar conhecimento com você!