About Sociologia

This area is reserved for the author biography and must be edited for each site author. This setting can be found in the Biographical Info section, in the admin panel. If you wish to include links for the author's social networks, we recommend that you install the WordPress SEO plugin. After installed, it will appropriately create fields for each social network in the user administration panel. After filled, they will appear automatically here.

2 Comentários

  1. danilo

    sempre o trabalhador trabalhar muito por o que recebe e sempre a riqueza ficam com aqueles que ja estão com ela a muitos anos. pois o capitalismo e isso onde os ricos sem muitos esforços ganha a a riqueza que os pobres fazem onde o trabalhador acha que se trabalhar horas extras estar ganhando mais. mas o dinheiro faz com que compre novos produtos onde a cada dia sempre são atualizados e a mídia em suas propagandas dizem que se você não tiver aquele produto você e errado acaba influenciado a moda.

    Responder
  2. Luís Gustavo Cunha

    Segundo Marx, no materialismo histórico e dialético, no mundo capitalista; tudo vira mercadoria. Esse fenômeno ocorre quando o proletário vende sua força de trabalho para o burguês. Nesse contexto ocorre o processo de alienação do trabalhador, que o mesmo não tem a menor a ideia do que ele está produzindo. Consequentemente, haverá um lucro para o burguês que irá comprar mercadorias de alto valor agregado para demonstrar um poder econômico maior para a sociedade. Nesse processo ocorre o conceito de fetichismo, em que a mercadoria muda os polos das relações sociais, pois o burguês terá um carro melhor que o trabalhador e gerará uma impressão maior na sociedade. Esses conceitos são extremamentes explícitos na sociedade contemporânea.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>