O sentido da selfie

Tempo de leitura: 3 minutos

Faz muito tempo que queria escrever sobre esse assunto, porque nunca entendi muito bem o sentido sociológico de tirar uma (ou várias) selfie(s). A prática de tirar selfie é mais frequente no Brasil do que na França. Existem várias formas de tirar selfie: sozinho, de casal, grupo de amigos, etc. Na França, o gênero feminino tira selfie com mais frequência, comparado ao gênero masculino que é mais discreto em relação a esta prática. Falo de “gênero” porque estamos falando de uma prática cultural e não natural. No Rio de Janeiro, é impressionante o número de pessoas tirando selfies. Então, pensei, “Por quê?”. Por exemplo, tenho um amigo carioca que posta em sua rede social uma selfie por semana. Também, me perguntei o porquê?. Quando trabalhei na casa da França (espaço reservado aos atletas franceses durante as olimpíadas do Rio de Janeiro) era proibida a entrada de alguns objetos por motivo de segurança, e o objeto que mais encontrei foi o pau de selfie.

E você? Já se perguntou: “Por que eu tiro minha própria foto e posto no Facebook e no Instagram? Por que meus amigos têm o costume de fazer isso? Qual é o sentido desta prática social? ” 

Lançou um livro na França, este ano, que respondeu a minha pergunta, e queria compartilhar isso com vocês. O livro foi escrito por Elsa Godart, doutora em filosofia e psicologia, intitulado de Je selfie donc je suis (Eu selfie então eu sou), e com certeza, este artigo será inspirado nesse livro.

Primeiro queria falar sobre a palavra “selfie”: O selfie é uma fotografia que um indivíduo tira de si mesmo (sozinho ou com outras pessoas). Em 2002, durante um fórum australiano online, um jovem bêbado usou essa palavra e começou a ter sucesso nesse país. Depois disso, foi usado frequentemente nas Mídias no mundo inteiro em 2012, e atualmente temos  o Snapchat que é hoje um aplicativo especialmente para os selfies. Estudando esse assunto, descobri que existiam vários tipos de selfies: couplie, foodfie, jobfie, helfie e etc. Esta prática social é uma construção social (depende de uma cultura, de uma época e etc.).

curso de sociologia

Agora, vamos falar sobre o sentido da selfie. Segundo Elsa Godart, existem duas explicações:

De um lado, o fato de tirar selfie permite de entrar em interação de maneira imediata com os indivíduos conectados para fazer uma autopromoção de si mesmo (selfbranding). Por exemplo, quando vou compartilhar uma selfie nas redes sociais online, vou mostrar o que eu quero representar de mim e não o que sou realmente. A selfie é uma maneira de se vender, de se promover para ter mais poder social e adoração dos outros, por isso vou compartilhar somente as fotos de que eu gosto e não vou compartilhar uma foto na qual eu me acho feio. Então, a selfie é uma maneira de se promover a fim de ser cada vez mais apreciado e ter popularidade. Kim Kardashian virou um fenômeno, tirando selfies todos os dias.

De outro lado, o fato de compartilhar uma foto onde você se acha um mínimo bonito faz com que você tenha mais confiança em você. Ver que o seu selfie tem “likes” (curtidas) no Facebook, ou comentários simpáticos dos seus amigos vai aumentar sua autoestima. Até hoje, ainda não tem “dislike”, ou seja, é mais complicado criticar de maneira negativa. Enfim, podemos dizer que, a selfie é um meio para melhorar a autoestima, principalmente das pessoas que sentem uma falta de confiança em si mesmo.

 

Graças a esta autora, podemos entender melhor o sentido da selfie. Agora, sabendo disso, não sei se um indivíduo que tira selfie vai admitir o que ele procura tirando selfie.

 

curso online de sociologia

Perguntas, dúvidas, comentários…? Pode deixar um comentário abaixo. Até o próximo artigo!

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Você gostou deste artigo?
Receba as novidades mais quentes sobre Sociologia em seu email! É GRATUITO.

Sobre Léa Mougeolle

Me chamo Léa Mougeolle e sou uma socióloga francesa que adora escrever e estudar sobre o Brasil. Me graduei na universidade de Bordeaux e finalizei meu mestrado em Paris, na universidade La Sorbonne Nouvelle. É um prazer poder compartilhar conhecimento com você!